top of page

"Ban The Batistas": grupo tenta barrar entrada da JBS na Bolsa dos EUA

Criado por políticos e lobistas, o Ban The Batistas tenta evitar que empresas dos irmãos Wesley e Joesley Batista atuem em Wall Street


Agência Brasil/EBC


O Ban The Batistas - grupo criado por políticos e agentes do mercado financeiro - decidiu registrar um escritório no Congresso dos Estados Unidos para evitar a listagem de empresas dos irmãos Wesley e Joesley Batista na Bolsa de Valores de Nova York.


Segundo a diretora-executiva do movimento, Kimberly Spell, o Ban The Batistas surgiu após a forte repercussão negativa contra as companhias administradas pelos irmãos.


“Notamos o coro de grupos independentes do agronegócio, meio ambiente e governança, que estavam se manifestando e soando o alarme sobre os riscos da JBS, e nos unimos a eles”, explicou a dirigente.


“A JBS é uma empresa com uma longa história de violações federais e má conduta corporativa. Esse tipo de empresa não deveria ter acesso irrestrito aos mercados dos EUA”, ratificou Spell.


Em janeiro deste ano, outro movimento conduzido por 12 parlamentares britânicos escreveu para a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA solicitando que a Oferta Pública Inicial (solicitação para venda de ações) da JBS fosse rejeitada. A JBS opera no Reino Unido através da marca Pilgrim’s Pride Corporation,


Saiba mais sobre o Ban The Batistas

Comments


bottom of page