top of page

Após atacar bilionários, Lula volta a esbanjar em suíte de luxo na Itália

Convidado pelo G7, Lula gastará R$ 71 mil por dia em hotel - e dinheiro sairá do já cansado pagador de impostos


O recanto "humilde" de Lula na Itália

Enquanto seu principal rival - ainda que inelegível - continua na ativa para arrecadar donativos para o arrasado Rio Grande do Sul - Lula voltou a deixar o Brasil nesta semana para acrescentar mais dois destinos à  lista de viagens internacionais de seu mandato. Somente em 2024, o mandatário esteve em 7 países. 


Após a primeira escala na Suíça, onde participou da 112º Conferência Internacional do Trabalho, o ocupante do Palácio do Planalto seguiu para Fasano, na Itália, onde representará o país apenas como convidado nas atividades do G7 - grupo que reúne as economias mais ricas do planeta.


E por falar em riqueza, o local escolhido para seu repouso e descontração em território italiano não pode ser considerado dos mais humildes. Isso porque a diária na suíte reservada para o petista e por sua acompanhante no Borgo Egnazia Hotel custará por dia ao pagador de impostos a soma de R$ 71 mil. 


O preço é mais do que justificado, embora não reflita nem um pouco o discurso contra bilionários e desigualdade social proferido pelo presidente. A chamada “Casa Meravigliosa” instalada no hotel italiano conta com 250 metros quadrados de área, além de jardim privado, terraço, cobertura e uma bela piscina de 15m x 7m.


Antes de mergulhar no luxo em sua passagem por Genebra, Lula repetiu o velho discurso de sindicalista contra as elites, criticando indiretamente Elon Musk.


“A concentração de renda é tão absurda que alguns indivíduos possuem seus próprios programas espaciais. Certamente, tentando encontrar um planeta melhor do que a terra para não ficar no meio dos trabalhadores que são responsáveis pelas riquezas deles. Não precisamos buscar soluções em Marte. É a Terra que precisa do nosso cuidado”, atacou.


Confira mais detalhes sobre o megaluxuoso hotel onde Lula se hospedou na Itália.


--

Leia todas as nossas matérias integralmente.

Assine o Rumo Econômico no link abaixo:



Comments


bottom of page