top of page

Alimentos têm elevação de preços pela primeira vez em um ano

Tabela é a segunda mais alta, ficando abaixo apenas do recorde de março de 2022

A Organização para Agricultura e Alimentação (FAO), órgãos das Nações Unidas, divulgou o índice de preços mundiais do setor para mês de abril e constatou que as commodities alimentares mais negociadas no mundo tiveram uma alteração média de 127,2 pontos. O número sofreu elevação perante os 126,5 do mês anterior.


O resultado é um recorde para o período de um ano, entretanto, é 20% inferior ao recorde alcançado em março de 2022 contabilizado logo após a Rússia invadir a Ucrânia. De acordo com a Agência sediada em Roma, os preços de cereais, laticínios e óleos vegetais decresceram, mas, a redução foi compensada pela elevação dos preços do açúcar, da carne e do arroz.


Para o economista-chefe da FAO, Maximo Torero, o processo de recuperação das significativas desacelerações dos últimos anos, a demanda voltará a crescer e trará consigo pressão para a elevação dos preços dos alimentos.


Ainda segundo o índice registrado pela FAO, a elevação do preço do açúcar em 17,6% em relação ao preço registrado em março, o maior desde outubro de 2011, deve-se a um clima de preocupação quanto a revisão para baixo nas previsões referentes à produção da Índia e da China, realizadas logo após os resultados abaixo do esperado também na Tailândia e União Europeia.


FONTE/CRÉDITOS: Rumo Econômico com informações da Reuters

Commentaires


bottom of page