top of page

Ações americanas são rebaixadas pelo Citigroup

Medida ocorre em meio a ameaça de recessão e melhora nos números europeus

Ações dos Estados Unidos foram rebaixados nessa segunda-feira (10) da classificação “neutro” para “sobrepeso”, pela corretora Citigroup. A medida foi tomada em antecipação a uma retração das ações de crescimento e a uma provável recessão no quarto trimestre de 2023, e logo após um período de forte alta no início do ano, e ainda em meio a uma valorização de ações na Europa que apresentam “grandes descontos”, e a um cenário em que a empolgação em torno da Inteligência Artificial está sendo digerida.


O Citigroup elevou a alocação para alguns cíclicos, incluindo o setor de materiais que aproveita uma provável elevação da economia chinesa. O Nasdaq subiu 31% até o momento durante o ano, e o S&P 500 14,6%, levando também em consideração inúmeras ações de tecnologia relacionadas à IA.


As ações do Reino Unido que sofreram rebaixamento por parte da corretora por ausência de exposição a ações de crescimento e a uma moeda local mais forte (Libra). Enquanto isso, as ações dos mercados emergentes (EM) tiveram sua classificação modificada para “sobreponderação” e foram as substitutas das ações do Reino Unido na alocação de ativos do Citigroup.

Comments


bottom of page